Loading...

O Menino de Caculé

R$22,50

Categoria:
8% de desconto

pagamento com boleto bancário

Parcele em até 4X sem juros

parcela mínima R$ 30,00

Parcelamento
1x de R$22,50 sem jurosR$22,50
Loading...

Descrição

Albino de Brito Freire
ISBN: 978-85-908441-0-5
Número de Páginas: 174
Peso: 000 gr

Em  O Menino de Caculé, temos  um romance. Não um romance  qualquer: puramente fantasioso e  – quem sabe? – fantástico, mas real, realista, em suma, autobiográfico. Albino de Brito Freire, que carrega  dentro de si o bom sangue baiano, que, na hora de escrever, não se deixa levar ou  contaminar por quaisquer leviandades, nos está brindando com um trabalho que só nos dá prazer sob diversos aspectos: aquela expressão pura e bonita da qual, de vez em quando, temos saudades, aquele conteúdo ora simples, ingênuo até, ora dramático, de momentos duros e tomadas de posição definitivas, de momentos banais que não merecem o menor  registro, mas que, um belo dia já não são banais e vão fazer parte substancial de romances que a vida vai, silenciosa e ruidosamente, organizando, bem ou mal como se imagina, ou não imagina, sempre em busca de uma Pasárgada.Terminada a leitura deste livro, não me contenho e digo:  “Viva o menino grande e grande menino de Caculé!” São José dos Pinhais, 19 de abril de 2008. Leopoldo Scherner.

Albino de Brito Freire: Nascido em Caculé, Bahia, casado, Juiz de Direito aposentado, formado em Direito e Letras Neolatinas  pela Universidade Federal do Paraná.  Foi Advogado da Assembléia Legislativa do Paraná e Consultor Jurídico da Câmara de Ensino Superior  do Conselho Estadual de Educação.

ATIVIDADES DIDÁTICAS 1961-1986 – Colégio Estadual do Paraná e outros  colégios da rede pública estadual. Professor de Língua  Portuguesa.1967 – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Paranavaí. (Lingüística Geral e Língua Portuguesa). 1968- Aprovado em concurso para o magistério de 1º e 2º graus da rede pública do Estado do Paraná.  Professor de Língua Portuguesa. Em 1986, Ingressou na Magistratura do Estado do Paraná. Em 1996, começou a lecionar na Escola Superior da  Magistratura do Paraná, como Professor de Linguagem Forense.

PARTICIPAÇÃO EM SOCIEDADES CIENTÍFICAS 1998 – Membro Honorário da Academia Paranaense  de Letras Jurídicas. Curitiba, Paraná. Membro efetivo da Academia Paranaense de Letras,  ocupante da cadeira nº 21.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “O Menino de Caculé”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Produtos Relacionados