Loading...

Percepção e nada: a expansão do si-mesmo

R$69,70

Categoria:
8% de desconto

pagamento com boleto bancário

Parcele em até 4X sem juros

parcela mínima R$ 30,00

Parcelamento
1x de R$69,70 sem jurosR$69,70
2x de R$34,85 sem jurosR$69,70
Loading...

Descrição

Ruderik Steffensen

ISBN: 978-65-5765-069-1 | 2021

Peso: 0,300g

262p.

A obra percorre um caminho de descobertas, examinando certas visões de mundo e de Universo apresentadas por diversos autores representativos.

Desde modo, analisamos o modo como eles se aproximam de propostas ditas orientais (mitos, teologias, misticismos de tipo hinduísta e budista), impressionados com as semelhanças entre a pesquisa ocidental (analítica, lógico-matemática) e a pesquisa oriental (englobante, mística, paradoxal). No fundo, tais autores queriam dizer que, de algum modo, ocidente e oriente estão chegando a um encontro gnoseológico capaz de descobrir a “mente divina” por trás da materialidade do mundo, do homem e do Universo.

Esta suspeita de uma divindade por trás de tudo aparece nos trabalhos de autores que examinamos: Arthur Young (desenvolvedor dos helicópteros Bell), Moisés (o conto do Escriba), Hegel (e seu Espírito Absoluto), Marx (e seu diabo inspirador) e F. Capra (a suspeita de que uma mente divina espreitava a Física Quântica de Heisenberg, e do grande grupo de cientistas que a desenvolveram).

Esta obra, PERCEPÇÃO E NADA, vai bem além disso, e indica que o Universo é a onda que projeta toda partícula. Essa onda é o tempo que impregna o espaço. Então o tempo não será a cronologia, mas a intenção projetiva que depende do observador. O espaço se mostrará impregnado de tempo. O tempo faz de tudo uma prisão. Não existe a aparência nem o por trás da aparência, tudo está ao alcance da percepção (não da percepção sensorial, nem da percepção intelectual).

1 UNIVERSO E PACOTES…………………………………………………………….13
Isso não tem fim?…………………………………………………………………………..14
A luz ………………………………………………………………………………………………63
O mundo inteligível e a razão………………………………………………………………………75
Luz e razão, liberdade e criatividade…………………………………………………………….77
A luz e sua propositividade: a luz tem um propósito…………………………………80
Newton entra em campo – a força e o controle………………………………………..90
A cosmologia quântica, uma conquista da evolução………………………………….93
O não racional e as balizas do intelecto racional………………………………………..98

2 O REAL E A TOTALIDADE…………………………………………………… 103
A consciência da totalidade é a Luz………………………………………………………….105
A totalidade imanente, ou o totalitarismo lógico……………………………………..116

3 TOTALITARISMO É DEUS ……………………………………………………. 125
Heisenberg e a fala das ondas……………………………………………………………………126
O totalitarismo ideológico aparece na forma de um deus………………………133
O “deus” quântico se escondia no mundo como luz……………………………..140

4 ONDAS E PARTÍCULAS …………………………………………………………. 149
As ondas conhecidas e suas falas………………………………………………………………151
Reparem na FALA…………………………………………………………………………………….158
Mas como pode ser? …………………………………………………………………………………160
Ondas, essências e mundo concreto…………………………………………………………165
Das origens, ou o querer como origem……………………………………………………166

5 UM UNIVERSO SEM IDADE…………………………………………………. 175
No princípio… …………………………………………………………………………………………….176
O querer e os Universos sem fim……………………………………………………………..178
O querer e a manipulação das revelações…………………………………………………185

6 O NADA, O TODO, O SI-MESMO…………………………………………. 195
O Nada está além da Razão………………………………………………………………………197
O Universo atual é inacessível ao intelecto………………………………………………199
As projeções conhecidas como partículas……………………………………………….200
As partículas disfarçam a realidade……………………………………………………………204
O Nada e o giro pelas ondas de outros Universos………………………………….205
A percepção e o Nada……………………………………………………………………………….209

7 O TEMPO, O ESPAÇO, A LUZ……………………………………………….. 213
Universos e ondas: a negação e a redoma………………………………………………..217
O artefato robótico…………………………………………………………………………………….226
As ciências e os portais………………………………………………………………………………233
Naves-robôs e o proselitismo……………………………………………………………………238

8 A UNIDADE ROBÓTICA……………………………………………………….. 243
Códigos e controles……………………………………………………………………………………244
O corpo é projeção da mente de demônios…………………………………………….245
O tálamo é a cabine de comando……………………………………………………………..247
As programações impregnam o corpo…………………………………………………….251

REFERÊNCIAS………………………………………………………………………………. 259

O autor vem das altas serras do sul do Brasil, região erma e muito gelada, ambiente de fazendas de gado e muito saudável.

De seu pai, trouxe o gosto pela leitura. Com sua mãe, descobriu o valor do afinco em tudo que se faz.

Com mestrado em Linguística e em Teologia, fez seu doutorado na UFRJ, colocando a tese sobre A Difração da pessoa no Discurso: a linguagem e suas gramáticas. Investigava, aí, a presença de uma diversidade de lógicas no discurso humano.

Desenvolveu um quadro de lógicas possíveis, com uma matriz de múltiplos de quatro, que permitia classificar a expressão linguística, teses, teorias, artes, teologias, ideologias diversas, filosofias etc. Pôde ver que, em geral, o conhecimento, em geral, ficava em poucas realizações desse quadro, sem falar nas misturas e nas superposições de matrizes lógicas, em muitos trabalhos.

O passo decisivo foi dar-se conta de que um modo cognitivo fora do quadro das lógicas era decisivo e dispensava todo o aparato formal. O ato cognitivo como percepção se mostrou como um ato de liberdade absoluta com relação a tudo deste universo. Percebeu que a elaboração do conhecimento, em base a qualquer lógica que se queira, não dá conta de expressar a percepção do todo. A percepção, então, se mostrou capaz de quebrar a barreira que prende a gnoseologia nos limites das lógicas.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Percepção e nada: a expansão do si-mesmo”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Produtos Relacionados