Loading...

Sessenta Crônicas

R$27,00

Loading...

Descrição

Hamilton Bonat
ISBN: 978-85-61868-05-5
Número de Páginas: 208
Peso: 300,

“Num país onde faltam heróis e sobram cafajestes, teimamos em ignorar os bons exemplos.”
(Uma tal Capitão Carla)

“Há tempos desisti de querer os políticos todos certinhos. E não estou levando em conta apenas aqueles made in Brazil.”
(Eleições – mortos ainda não votam)

“Se o horário oficial é o de Brasília, por que a gente tem que trabalhar de segunda a sexta?”
(Vendo caminhão – não aceito cartão corporativo)

“Por onde ando, no quintal da minha  casa, El Guapecón me acompanha. Acompanha e obedece. Na ativa, cheguei a comandar mais de 8 mil militares. Hoje, apenas El Guapecón cumpre minhas ordens.”
(El Guapecón)

Crônica tem sabor de crítica. É isto o que você encontrará nas páginas de Sessenta Crônicas. Os alvos preferenciais são os maus políticos, normalmente mais voltados aos seus interesses do que com os destinos do País. Obviamente, você discordará de muitas das posições do autor. Segundo ele, uma pessoa, e somente uma – ele próprio – comunga das ideias publicadas no livro. E acrescenta: “escrever possibilita que eu me liberte do politicamente correto e expresse opiniões que vão de encontro ao que, nos tempos atuais, nos tentam impingir como sendo a única verdade”.

Propositalmente, os textos estão na ordem cronológica inversa. Ao entrar nesse túnel do tempo, que tem início em julho de 2009 e termina em novembro de 2005, além de ter a sensação de estar ficando mais jovem, você poderá relembrar, contando com a sutileza, a ironia e o bom-humor (nem sempre) do autor, fatos marcantes na vida nacional e mundial.

Hamilton Bonat nasceu em Curitiba, de onde saiu aos 14 anos de idade para seguir a carreira militar. Depois de sete anos em regime de internato, formou-se na Academia Militar das Agulhas Negras. Em 2001, após ter servido em várias cidades, foi promovido a General-de-Brigada, posto no qual passou para a reserva. Possuiu o título de Doutor em Ciências Militares, o curso de Capitães do Exército Francês e o da Associação de Diplomados da Escola Superior de Guerra. Foi assistente do Chefe do Estado-Maior do Exército, assistente especial do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, instrutor da Escola de Artilharia Antiaérea, assessor parlamentar na Assembleia Legislativa do Paraná.
Chefiou a Seção de Comunicação Social da 5ª Região Militar. Como Coronel, comandou o 3º Grupo de Artilharia Antiaérea (Caxias do Sul). Como General, comandou a Brigada de Artilharia Antiaérea (Guarujá), foi Diretor de Especialização e Extensão (Rio de Janeiro) e Adido do Exército nos Estados Unidos e no Canadá. Participou de visitas oficiais à França, Espanha, Israel, Rússia, Argentina, Estados Unidos e Canadá. Das condecorações e títulos que recebeu, destacam-se as Ordens do Mérito Militar, Aeronáutico e das Forças Armadas, a medalha do Monumento Nacional ao Imigrante (Caxias do Sul), Cidadão Honorário de Guarujá e Vulto Emérito de Curitiba. Atualmente, escreve crônicas, tendo mais de 150 textos publicados.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Sessenta Crônicas”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *